PRF REALIZA OPERAÇÃO NA DIVISA COM O PARANÁ - União do Policial Rodoviário do Brasil

Notícias

União do Policial Rodoviário do Brasil

Casa do Inspetor associação de PRF, notícias PRF, Policia Rodoviária Federal , PRF em Ação , UPRB

União do Policial Rodoviário do Brasil - Casa do Inspetor

test banner

Post Top Ad

Casa do Inspetor - PRF

Post Top Ad

Casa do Inspetor

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

PRF REALIZA OPERAÇÃO NA DIVISA COM O PARANÁ

São Paulo (13/11/2014) – No dia 11 de novembro de 2014, a PRF desencadeou mais uma operação na divisa com o Estado do Paraná. Foram apreendidos diversos produtos importados ilegalmente e um condutor com a sua habilitação suspensa foi flagrado dirigindo.

PRFs em serviço na Unidade Operacional Inspetor Sousa, km 525 da Régis, Barra do Turvo, por volta das 10:50, abordaram um ônibus de linha regular que vinha de Curitiba e ia para São Paulo.

Ao vistoriarem o bagageiro do ônibus, os PRFs encontraram diversos produtos importados. Através do ticket das bagagens os PRFs identificaram os donos das mercadorias como sendo três passageiros do ônibus. Questionados, eles foram unânimes em afirmar que os produtos foram adquiridos no Paraguai, que seriam comercializados em São Paulo e que não os declararam à Receita Federal quando passaram a fronteira.

Logo após o registro do crime de Descaminho e da apreensão dos produtos, o trio foi liberado para responder criminalmente em liberdade. Ao todo foram apreendidos 163 produtos, entre cosméticos, roupas e suplementos alimentares.


Na mesma Unidade Operacional, por volta das 19:00, PRFs abordaram um automóvel VW Polo, ora conduzido por um motorista de 39 anos, que não apresentou sua habilitação. Após pesquisas, constatou-se que ela estava suspensa até dezembro deste ano, ou seja, ele estava violando tal proibição. Além disso, com ele foi encontrada uma porção de 3,5 gramas de Maconha.

Logo após o registro do crime de trânsito de Violar Suspensão da Habilitação e da apreensão do automóvel e da Maconha, o condutor foi liberado para responder criminalmente em liberdade, crime com pena prevista de seis meses a um ano de detenção e multa. Além disso, os PRFs aplicaram multa de trânsito de quase R$ 1 mil e o condutor terá a sua habilitação cassada, ou seja, ele perderá esta habilitação e somente depois de dois anos terá direito a passar por todos os exames regulares para conseguir uma nova permissão.

Post Top Ad

Casa do Inspetor - UPRB