Fenaprf solta a voz na mobilização do dia do Servidor realizado na câmara dos Deputados - União do Policial Rodoviário do Brasil

Notícias

União do Policial Rodoviário do Brasil

Casa do Inspetor associação de PRF, notícias PRF, Policia Rodoviária Federal , PRF em Ação , UPRB

União do Policial Rodoviário do Brasil - Casa do Inspetor

test banner

Post Top Ad

Casa do Inspetor - PRF

Post Top Ad

Casa do Inspetor

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Fenaprf solta a voz na mobilização do dia do Servidor realizado na câmara dos Deputados

Dirigentes da Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (FenaPRF) e de vários sindicatos estaduais da categoria marcaram presença na Mobilização Nacional em Defesa dos Direitos do Servidor Público, no dia 28 de outubro. A FenaPRF enalteceu a necessidade de união das forças sindicais e a importância de votações e aprovações de propostas de emendas à constituição (PECs) no Dia do Servidor Público Federal, 28/10. O evento realizado no auditório Nereu Ramos, na Câmara dos Deputados, foi convocado pela deputada Alice Portugal (PCdoB-BA) que preside a Frente Parlamentar em defesa da Polícia Rodoviária Federal.
O presidente da FenaPRF, Pedro Cavalcanti, enfatizou a necessidade da união entre os vários sindicatos de servidores públicos nacionais. “A categoria dos servidores públicos deve ter uma pauta comum, além de pautas específicas”, afirmou o presidente. Ele também alertou para a necessidade da derrubada do veto da licença classista, que foi retirada dos servidores na gestão de FHC e mantida longe dos trabalhadores nos governos Lula e Dilma. “Espero que o governo sinalize para melhorar a relação com o movimento sindical”, disse Cavalcanti.

O deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP) ressaltou que o servidor é o elo entre o Estado e a sociedade civil e que o governo precisa dar mais atenção a esses trabalhadores. “A base aliada do governo joga contra. Esperamos que agora o governo pense em valorizar um pouquinho mais o serviço público para melhorar a sua imagem”, afirmou o deputado.
Pedro Cavalcanti relembrou que os movimentos sindicais e a população clamam por melhorias na saúde, na educação e na segurança. O governo apontou medidas para melhorar a saúde e a educação, recursos do pré-sal, mas ainda não se movimentou para pensar na segurança. “Até o presente momento, a segurança pública é uma caixa preta. O governo tem medo de enfrentar essa pauta”, afirmou o presidente da FenaPRF. A morosidade para a aprovação do adicional de fronteira é outro sinal do descaso do governo com a área da segurança pública.
O presidente do SINPRF/PE, Frederico França, defendeu a aprovação da PEC 555/2006, que acaba com a cobrança de contribuição previdenciária sobre os proventos dos servidores públicos aposentados. “A PEC (555) deve ser um reconhecimento do governo que é do Partido dos Trabalhadores. Ainda está em tempo de corrigir esse erro (não aprovar a PEC 555). A PEC pelo menos ameniza os direitos que lhe foram usurpados”, afirmou França.
O presidente do SINPRF/GO e diretor parlamentar da FenaPRF, Renato Dias, também falou aos presentes no encontro na Câmara dos Deputados. Ele registrou o pedido de apoio à PEC 339, que assegura o direito ao adicional noturno aos policiais militares, bombeiros militares e aos integrantes dos órgãos de segurança pública. O diretor ratificou as palavras de Cavalcanti sobre a licença classista “este é outro ponto que está sendo trabalhado pela FenaPRF nos últimos oito meses no Congresso Nacional”.
França alertou que a PEC 339 não impactaria a previdência porque o benefício não é adicionado à aposentadoria do servidor. “O governo deveria ser o primeiro a reconhecer a aprovação da PEC do adicional noturno para o policial”, concluiu França.

No final do Dia do Servidor Público Federal, os policiais rodoviários federais que prestigiaram o evento lamentaram ao saber que as PECs 339 e 555 não seriam colocadas em votação pelo Presidente da Câmara dos Deputados.

fonte:fenaprf.org.br

Post Top Ad

Casa do Inspetor - UPRB