domingo, 27 de maio de 2012

Presos pela morte de policial rodoviário federal são interrogados em Florianópolis

Com forte esquema de segurança, os três presos pelo assassinato do policial rodoviário federal Leonardo Valgas, 36 anos, estão sendo interrogados na Justiça Federal, em Florianópolis.

A audiência começou pela manhã e deve se estender até o final da tarde. Os réus são Antonio Neto Santana Santos, o Netinho ou Neto, 23 anos, Ricardo Elias Ferreira, o Firmeza, 23, e Paulo Henrique Reis dos Santos, o Topete ou Palmito, 25.

Eles foram trazidos da penitenciária federal de Mossoró (RN), para onde haviam sido transferidos por medida de segurança.

A audiência é presidida pelo juiz Ivorí Scheffer, na 2ª Vara Federal Criminal. A escolta é feita pela Polícia Federal, Departamento Penitenciário Nacional e Grupo Especial de Segurança da Justiça Federal.

Os presos respondem por homicídio, roubo e porte ilegal de arma. São de Londrina, no Paraná.

O policial rodoviário Leonardo Valgas foi morto no dia 9 de dezembro de 2011. Os três assaltantes transitavam em um Palio na Via Expressa e tentaram fugir do policial para evitar que o flagrassem com armas.

A fuga se estendeu até o bairro Coqueiros, quando os denunciados pararam o carro, fingindo que iriam se entregar. O grupo deu marcha ré, surpreendendo o policial que estava de moto e o executou com um tiro.

O grupo foi preso no mesmo dia em uma casa no bairro Bela Vista, em São José.

DIÁRIO CATARINENSE

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | coupon codes