POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL DE SANTA CATARINA APREENDE 30.000 COMPRIMIDOS DE ECSTASY EM BIGUAÇU/SC - União do Policial Rodoviário do Brasil

Notícias

União do Policial Rodoviário do Brasil

Casa do Inspetor associação de PRF, notícias PRF, Policia Rodoviária Federal , PRF em Ação , UPRB

União do Policial Rodoviário do Brasil - Casa do Inspetor

test banner

Post Top Ad

Casa do Inspetor - PRF

Post Top Ad

Casa do Inspetor

sábado, 12 de maio de 2012

POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL DE SANTA CATARINA APREENDE 30.000 COMPRIMIDOS DE ECSTASY EM BIGUAÇU/SC

11/05/2012 – Policiais rodoviários federais de Santa Catarina realizaram esta noite a maior apreensão de ecstasy da PRF catarinense. Foram apreendidos 30.000 comprimidos da droga escondidos no fundo de duas malas de viagem que estavam no bagageiro de um Honda Civic de Florianópolis/SC.
O motorista do automóvel, paulista de 30 anos que vive há 13 anos em Palhoça, disse que comprou a droga em São Paulo por R$ 100.000,00 e venderia os comprimidos na Grande Florianópolis. Ele foi abordado na BR 101, em Biguaçu, quando retornava de São Paulo. Ele afirmou, ainda, que trabalha numa empresa de Palhoça há mais de 10 anos e que esta foi a primeira vez que se envolveu com o tráfico de drogas.


Os policiais rodoviários federais da Unidade Operacional de Biguaçu estavam fiscalizando na frente do posto e pararam o veículo em abordagem de rotina, mas desconfiaram do comportamento do motorista, que estava nervoso e começou a se contradizer, razão pela qual os policiais decidiram fazer uma busca minuciosa no veículo e bagagens.



No bagageiro do veículo havia duas malas cheias de roupas e no fundo delas, por baixo da forração, havia os pacotes com os comprimidos de ecstasy. No total foram 7,3 kg de drogas, aproximadamente 30.000 comprimidos. Cada comprimido é vendido no varejo (baladas) de R$ 30,00 a R$ 50,00. Assim, a carga está avaliada entre R$ 900.000,00 e R$ 1.500.000,00.



As malas tinham etiquetas do Aeroporto Internacional de Guarulhos e considerando que o ecstasy normalmente vem para o Brasil da Europa, os policiais rodoviários federais entraram em contato com a Polícia Federal que orientou os policiais a conduzirem o preso até a Superintendência da Polícia Federal de Santa Catarina, onde foi lavrado o auto de prisão em flagrante pelo crime de tráfico internacional de drogas.



A pena prevista para este crime é de 5 a 15 anos de reclusão.

Post Top Ad

Casa do Inspetor - UPRB