Acidentes causados por motoristas que dormem ao volante preocupam a PRF Entrada x - União do Policial Rodoviário do Brasil

Notícias

União do Policial Rodoviário do Brasil

Casa do Inspetor associação de PRF, notícias PRF, Policia Rodoviária Federal , PRF em Ação , UPRB

União do Policial Rodoviário do Brasil - Casa do Inspetor

test banner

Post Top Ad

Casa do Inspetor - PRF

Post Top Ad

Casa do Inspetor

sábado, 12 de maio de 2012

Acidentes causados por motoristas que dormem ao volante preocupam a PRF Entrada x


Lev
antamento realizado pela Polícia Rodoviária Federal na Paraíba revela
que número de mortes ocasionadas por motoristas que dormiram ao
volante este ano já supera as estatísticas de 2011.
Hoje (11) uma pessoa morreu em um acidente em que o motorista dormiu ao volante
João Pessoa, 11 de maio de 2012- Polícia Rodoviária Federal registrou este ano 41 acidentes ocasionados por motoristas que dormiram ao volante. Esses acidentes resultaram em 36 feridos leves, 15 feridos graves e 11 pessoas mortas. O número de mortes já supera todo o ano passado, quando foram registradas 05 mortes em acidentes  nos quais a causa apontada é motorista dormindo ao volante.  
    Em 2011 foram registrados 122 acidentes em rodovias e estradas federais paraibanas que tiveram como causa motoristas dormindo ao volante, resultando em 59 feridos leves, 24 feridos graves e 05 mortes. No Brasil, no mesmo período, o número de acidentes em rodovias federias ocasionados pelo mesmo motivo foi 4.518, com 869 feridos graves e 297 mortes. 
    Segundo dados da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet), 42% dos acidentes de trânsito são ocasionados por sono e 18 % por cansaço. Assim como o álcool, o sono age no organismo em funções fundamentais para dirigir veículos automotores, tais como atenção, concentração, coordenação motora, audição e visão. 
    PRF orienta os motoristas - O sono da sinais evidentes de que esta chegando. Distúrbios visuais, bocejos seguidos, dificuldade de manter-se alerta e falta de concentração são exemplos desses sinais. A Polícia Rodoviária Federal orienta os motoristas que em caso de sono não dirija. Procure um local seguro para realizar paradas e até mesmo descansar, tais como postos da PRF localizados ao longo do trajeto. Não adianta ligar o som do carro em um volume mais alto ou baixar o vidro, o sono ainda assim irá persistir. Jamais faça uso de mediamentos para manter-se acordado por longos períodos para adiantar a viagem. Esses medicamentos enganam o organismo e quando passam o efeito o resultado é um sono rápido e profundo. Prefira atrasar a viagem mas garantir um deslocamento seguro.
    Comandos de saúde – Os principais envolvidos em acidentes ocasionados por dormir ao volante são os motoristas profissionais, que ganham a vida dirigindo pelo país. Muitos desses profissionais são submetidos a uma jornada de trabalho exaustiva para atender as demandas da atividade. Caminhoneiros e motoristas de ônibus são as principais vítimas. Entretanto, todos os motoristas estão sujeitos a acidentes ocasionados pelo sono. A Polícia Rodoviária Federal realiza em todo o país Comandos de Saúde voltados para o atendimento dos motoristas profissionais. Os motoristas são convidados a realizarem diversos exames, incluindo testes para verificar se o profissional possui algum distúrbio do sono. Caso seja detectado problemas médicos, os motoristas são encaminhados ao hospital ou orientados a buscar ajuda profissional . 
    Curiosidade – Nos Estados Unidos, em Nova Jersey, desde 2003 é considerado crime dirigir com sono. No Brasil, a Resolução 267/2008 do Conselho Nacional de Trânsito estabelece que para renovação ou mudança de categoria da Carteira Nacional de Habilitação para categorias C, D e E é necessário a realização de avaliação dos distúrbios do sono. 
    Acidente grave ocorrido hoje (11)  – Um acidente grave ocorreu no final da madrugada de hoje, na BR 101, km 120,4, nas proximidades da divisa dos Estados da Paraíba com Pernambuco. Uma Van Ducato, de placas NQD 7783/PB, colidiu na traseira do caminhão M. Benz de placas MMN 4108/PB. O motorista, José Gilvan Oliveira da Silva, 38 anos, dormiu ao volante. O motorista teve ferimentos leves. Maria da Conceição Dantas Azevedo, 71 anos, faleceu no local do acidente. Outras quatro pessoas ficaram feridas, sendo uma delas gravemente. 

Post Top Ad

Casa do Inspetor - UPRB