CE – PRF prende assassinos confessos de menino de 05 anos - União do Policial Rodoviário do Brasil

Notícias

União do Policial Rodoviário do Brasil

Casa do Inspetor associação de PRF, notícias PRF, Policia Rodoviária Federal , PRF em Ação , UPRB

União do Policial Rodoviário do Brasil - Casa do Inspetor

test banner

Post Top Ad

Casa do Inspetor - PRF

Post Top Ad

Casa do Inspetor

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

CE – PRF prende assassinos confessos de menino de 05 anos

Os dois suspeitos da morte do menino foram detidos horas depois da descoberta do corpo e confessaram o crime

A morte de uma criança de cinco anos de idade chocou e revoltou os moradores do Distrito de Miranda, no Município de Umirim (distante 90 Km de Fortaleza). O garoto Jeremias Barros Eufrásio, que estava desaparecido desde o fim da tarde da última quarta-feira (11), foi encontrado na manhã de ontem, sob entulhos, em uma carvoaria, apresentando vários ferimentos na cabeça e com suspeita de abuso sexual.

Dois jovens, de 18 e 21 anos, apontados como autores do crime, foram presos, também na manhã de ontem, por policiais rodoviários federais do Núcleo de Operações Especiais (NOE), na localidade de Moreira, no Município de Caucaia.

Inicialmente, João Rodrigues da Costa Filho, 18; e Francisco Danilo Monteiro Neves, 21, negaram ter assassinado o menino. Contudo, no fim da tarde, eles confessaram com detalhes ao escrivão Josenildo Moura, da Delegacia Metropolitana de Caucaia (DMC), como assassinaram o pequeno Jeremias e o motivo.
Confissão

Em uma gravação, obtida com exclusividade pelo jornal, os dois contaram que encontraram o menino na carvoaria e o mataram com pauladas porque o garoto havia abusado sexualmente do primo de um deles, de dois anos. “Eu dei só duas pancadas na cabeça dele”, disse João Filho. Já Danilo Neves, contou ter dado uma paulada, mas negam ter abusado sexualmente e colocado o menino sob as cinzas.

Eles contaram que, depois do crime, foram para casa e, na manhã de hoje, resolveram fugir para Fortaleza. Para a dona de casa Ana Vera Barros Saraiva, 30, mãe do garoto Eufrásio, a morte do filho foi ordenada pela por uma mulher identificada como Helena, por vingança. A mulher é mãe do acusado João Filho e ex-mulher do atual companheiro de Ana Vera. “Ela me ameaçava direto porque o marido a deixou para ficar comigo. Tenho certeza que foi ela”.
Ana Vera disse ainda que o filho sofria de transtornos mentais e que sempre precisava protegê-lo de agressões por parte de outras crianças. “Ele estava na creche e era muito apegado comigo. Meu filho era alegre, gostava de brincar e costumava me abraçar e me beijar”.
Prisão

De acordo com o policial rodoviário Messias Paiva, a dupla estava com uma mulher em um veículo no quilômetro 12 da BR-222, em Caucaia. Paiva contou que, ele os PRFs Rodrigues e Rodrigo, receberam a informação do Destacamento da Polícia Militar de Umirim de que os acusados de matar o garoto fugiam em um veículo em direção a Fortaleza.

“Localizamos o automóvel e fizemos a abordagem. Pelas características repassadas e as histórias desencontradas que eles contaram, suspeitamos que eram as pessoas que procurávamos”. Os dois acusados e a mulher foram levados para Umirim, e reconhecidos pelas testemunhas, mas, por medida de segurança, transferidos para a Delegacia Metropolitana de Caucaia.
O delegado Enéas Barreira tomou o depoimento informal dos acusados que confessaram o crime. A dupla foi autuada por homicídio qualificado.
Fonte: Diário do Nordeste

Post Top Ad

Casa do Inspetor - UPRB