PRF está utilizando radares nas rodovias maranhenses durante o final de ano - União do Policial Rodoviário do Brasil

Notícias

União do Policial Rodoviário do Brasil

Casa do Inspetor associação de PRF, notícias PRF, Policia Rodoviária Federal , PRF em Ação , UPRB

União do Policial Rodoviário do Brasil - Casa do Inspetor

test banner

Post Top Ad

Casa do Inspetor - PRF

Post Top Ad

Casa do Inspetor

sábado, 31 de dezembro de 2011

PRF está utilizando radares nas rodovias maranhenses durante o final de ano



A Polícia Rodoviária Federal (PRF) espera reduzir a quantidade de acidentes provocados por excesso de velocidade na BR-135 com o uso de um potente radarfotográfico a laser móvel restaurado recentemente. O diferencial desse equipamento para os demais é a capacidade automática de registrar os veículos que passam acima da velocidade máxima permitida e fazer, simultaneamente, o registro fotográfico.
O aparelho está em operação desde o dia 19 deste mês e devido ao caráter portátil pode ser utilizado em qualquer rodovia do estado. O primeiro local a receber o radar foi a BR 135 onde ocorre o maior número de acidentes por conta do excesso de velocidade. O inspetor Gilberto Ribeiro que trabalha no posto da PRF em Pedrinhas disse que em menos de um mês, o número de condutores trafegando em alta velocidade já diminuiu.

O membro da PRF esclareceu que à medida que os motoristas perceberem a fiscalização, através das multas ou da observação do próprio aparelho, irão controlar a velocidade e, consequentemente, haverá redução dos acidentes. "É algo que não vai ocorrer de imediato, demora um tempo. Porém, há uns dois anos, quando este mesmo radar estava em funcionamento, tínhamos uma ocorrência menor dessas infrações", disse.

O equipamento também otimizou a fiscalização. "Com o radar de mão, é preciso abordar o condutor e fazer todo o procedimento manualmente. Mas, com este radar, enviamos as informações para Brasília e depois a multa é encaminhada para a casa do motorista", contou o inspetor. O dispositivo tem capacidade para armazenar 5 mil imagens e do dia 19 ao dia 26 já tinha feito mais de 2 mil registros na BR 135.
Gilberto Ribeiro lembra que o uso do instrumento na BR 135 faz parte da "Operação Final de Ano" que será encerrada no dia 1º de janeiro. Depois dessa data, o equipamento poderá ser colocado em outras rodovias. O inspetor explicou que a remoção de um trecho para o outro só é possível devido à resolução 296 do Conselho Nacional de Trânsito editada no último dia 23.

Antes, para que a fiscalização eletrônica fosse instalada em alguma parte da rodovia era necessária a colocação de placas avisando sobre o dispositivo. "Hoje podemos colocar em qualquer local que tenha informação sobre a velocidade máxima permitida ou sem sinalização que atenda a 80 km por hora em vias urbanas e 110 km por hora em rodovias simples", destacou.

Fonte:Noticias de Timon

Post Top Ad

Casa do Inspetor - UPRB