PRF começa 'Operação Fim de Ano' nas rodovias do país nesta sexta-feira - União do Policial Rodoviário do Brasil

Notícias

União do Policial Rodoviário do Brasil

Casa do Inspetor associação de PRF, notícias PRF, Policia Rodoviária Federal , PRF em Ação , UPRB

União do Policial Rodoviário do Brasil - Casa do Inspetor

test banner

Post Top Ad

Casa do Inspetor - PRF

Post Top Ad

Casa do Inspetor

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

PRF começa 'Operação Fim de Ano' nas rodovias do país nesta sexta-feira


Polícia vai usar 9,2 mil agentes até a meia noite de 2 de janeiro de 2012.Tráfego de veículos longos e largos será restrito no Natal e Ano Novo


A Polícia Rodoviária Federal (PRF) realiza, a partir da 0h desta sexta-feira (16), a "Operação Fim de Ano" nas estradas federais de todo o país. O objetivo é fiscalizar o trânsito durante os feriados de Natal e Ano Novo. O trabalho vai se estender até a meia noite do dia 2 de janeiro de 2012.

Segundo a PRF, 9,2 mil agentes vão se revezar nos 68 mil quilômetros de rodovias federais para controlar as infrações de trânsito e condutas de risco como excesso de velocidade, ultrapassagens em locais proibidos e embriaguez ao volante, que são as principais infrações presentes na maioria das ocorrências de trânsito com morte registradas pela corporação.


De acordo com a PRF, os períodos de maior movimento coincidem com os finais de semana e as ações de fiscalização com etilômetros, radares e carros de polícia em pontos estratégicos serão intensificadas em todo o país, principalmente para o cumprimento da Lei Seca.

Um levantamento feito pela PRF indica que, desde junho de 2008, 2,7 milhões de motoristas assopraram os etilômetros e mais de 82 mil motoristas embriagados foram autuados e 34 mil foram presos em flagrante.

Recomendações de segurança
A PRF recomenda aos motoristas mais atenção nos trechos de pista simples e cuidados redobrados para as ultrapassagens. Em rodovias duplicadas a atenção deve se voltar ao limite de velocidade. Em trechos de rodovias que cortam cidades, a PRF pede que o motorista mais atenção com a redução de velocidade e a maior presença de pedestres, ciclistas e motociclistas

O motorista deve procurar se informar sobre as distâncias que vai percorrer, pontos de parada, existência de postos de combustíveis e de restaurantes à beira da estrada. Não esquecer a documentação do motorista e do veículo.

A PRF pede ainda que o motorista cheque os faróis, mantenha os pneus calibrados, motor revisado e com óleo e nível de água do radiador em conformidade. Cuidado também para os equipamentos de porte obrigatório, como estepe, macaco, triângulo e chave de roda e luzes do veículo.

Sono
O motorista deve programar paradas, pelo menos, a cada três horas. Quem se expõe a muitas horas dirigindo fica sujeito ao fenômeno da "hipnose rodoviária", na qual se mantém com os olhos abertos, mas sem percepção da realidade à volta. Ela vem acompanhada de sonolência, perda de reflexos e de força motora.

Em viagens noturnas, a PRF alerta para a redução da visibilidade e prática de crimes cometidos à noite. Em caso de pane ou emergência, as opções de socorro, médico ou mecânico, são sempre mais lentas. A corporação pede que o motorista consulte serviões de meteorologia antes de viajar.

Ônibus
Embarcar somente em terminais rodoviários homologados, evitando o uso de transporte clandestino, que não oferece segurança nem garantias em caso de acidentes.

Exigir das empresas de transporte interestadual que todos os passageiros embarcados estejam devidamente identificados, como estabelece a legislação. Da mesma maneira, todas as bagagens devem estar etiquetadas e vinculadas aos respectivos passageiros. Quem utiliza o transporte coletivo também pode exigir cinto de segurança em todos os assentos nos ônibus interestaduais.

Em caso de assalto, a PRF recomenda não reagir.

Restrições
De acordo com a PRF, a proibição de tráfego de veículos com excesso de largura, comprimento ou altura é feita por medida de segurança. Nos horários de maior movimento, a ausência desses veículos de grande porte vai melhorar a trafegabilidade e diminuir os riscos de acidentes graves envolvendo carros de passeio.

O motorista flagrado desrespeitando a restrição será enquadrado no artigo 187 do Código de Trânsito Brasileiro, que prevê multa de R$ 85,14, quatro pontos na carteira e a retenção até o término do período de proibição. A restrição valerá para veículos com ou sem carga e mesmo com a Autorização Especial para Trânsito (AET).

O período de restrição será feita na sexta-feira (23), das 6h às 12h, e domingo (25), das 16h às 22h. A medida também será adotada na sexta-feira (30), das 6h às 12h, e no domingo (1º), das 16h às 22h.



Fonte:g1.com


Post Top Ad

Casa do Inspetor - UPRB