Policial rodoviário salva a vida de bebê por telefone no Paraná - União do Policial Rodoviário do Brasil

Notícias

União do Policial Rodoviário do Brasil

Casa do Inspetor associação de PRF, notícias PRF, Policia Rodoviária Federal , PRF em Ação , UPRB

União do Policial Rodoviário do Brasil - Casa do Inspetor

test banner

Post Top Ad

Casa do Inspetor - PRF

Post Top Ad

Casa do Inspetor

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Policial rodoviário salva a vida de bebê por telefone no Paraná



Policial rodoviário salva a vida de bebê por telefone no Paraná

O bebê engasgou e não reagia.
Os pais pediram ajuda para o número que veio à mente, o 191, da PRF.

  Um policial rodoviário prestou um socorro inédito na carreira dele e ganhou a gratidão eterna dos pais de um bebê de quatro dias, em Curitiba. Ele engasgou e, por telefone, o policial ajudou os pais salvar o bebê.
A ligação aconteceu no dia 23 de dezembro, antevéspera do Natal. Alessandra tinha acabado de amamentar o filho recém-nascido, Daniel, quando percebeu que ele tinha se afogado.
Os pais ficaram desesperados, quando perceberam que o bebê não reagia, estava engasgado e resolveram pedir ajuda para o primeiro número que veio à mente, o 191, da Polícia Rodoviária Federal, onde tem profissionais preparados para atender acidentes em rodovias. Não imaginavam que de lá viria a ajuda que salvou a vida do bebê.
Quem atendeu foi Gilmar Silva, que estava de plantão na PRF naquela noite.
PRF: Emergência.
Mãe: Oi, meu bebê acabou de mamar e aí não sei, parece que ele não está reagindo.
PRF: Ele tá afogado, senhora?
Mãe: É... ele tá com o corpo mole, não tá reagindo.
PRF: A senhora vira ele de bruços, coloca o corpinho dele, a cabecinha um pouquinho mais baixa que o corpo e bate nas costinhas dele.
Mãe: Pega ele de bruços...
PRF: Deixa a cabecinha um pouquinho mais baixa que o corpo e bate nas costinhas deles. Vê se ele tá respirando.
Mãe: Tá soluçando.
PRF: Isso, ele vai arrotar. Aí ele não afoga, porque ele vai vomitar. Provavelmente ele vomite. Ele tá respirando?
Mãe: Tá, tá respirando.
PRF: Ele tá com o olho aberto, tá reagindo bem, né?
Mãe: Tá com o olho aberto.
PRF: Então a senhora desliga agora e liga 192 para a senhora falar com um médico e ver se tem algum procedimento que necessite fazer daqui pra frente. Tá bom?
Mãe: Tá, obrigada.
PRF: De nada, boa noite.
Nessa terça-feira (27), Gilmar foi conhecer a família e levou até um presentinho para o bebê. Com 10 anos de Polícia Rodoviária Federal, ele conta que foi a primeira vez que aconteceu esse tipo de socorro no plantão. Ele ficou tão preocupado, que depois das orientações voltou a ligar para saber se estava tudo bem com a criança: “Espero que ele cresça feliz, um menino saudável. Junto com a família”.
Alessandra, que ainda se recupera da cesariana, diz que foram momentos de muito nervosismo. Ela estava desesperada, tremia muito e rezava enquanto passava para o marido as orientações de Gilmar: “Agora a gente está mais tranquilo, feliz”.
O pai, Orlando Leite, também se emociona e agradece muito a ajuda que salvou o filho: “Nesse momento a gente vê o quanto é importante um profissional dando instrução. Como é importante. Salva uma vida. Nesse momento eu falo que é um suporte que não tem preço. Salva vida”.

g1.com

Post Top Ad

Casa do Inspetor - UPRB