Homem morre em colisão provocada por adolescente na BR-414, diz PRF - União do Policial Rodoviário do Brasil

Notícias

União do Policial Rodoviário do Brasil

Casa do Inspetor associação de PRF, notícias PRF, Policia Rodoviária Federal , PRF em Ação , UPRB

União do Policial Rodoviário do Brasil - Casa do Inspetor

test banner

Post Top Ad

Casa do Inspetor - PRF

Post Top Ad

Casa do Inspetor

sábado, 20 de agosto de 2016

Homem morre em colisão provocada por adolescente na BR-414, diz PRF

Menor perdeu controle de carro e invadiu a contramão, em Niquelândia, GO.
Ele ficou ferido, assim como duas passageiras que estavam no outro veículo.

Um homem de 46 anos morreu em um acidente na BR-414, em Niquelândia, no norte de Goiás. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o carro dele, um GM Corsa, foi atingido de frente por outro, um GM Classic, conduzido por um adolescente de 17 anos. O menor ficou gravemente ferido e foi socorrido.

O acidente aconteceu na tarde de quinta-feira (18), na altura do Km 263. Ainda segundo a PRF, o adolescente seguia na rodovia, quando perdeu o controle e invadiu a contramão. Neste momento, bateu de frente contra o Corsa, que saiu da pista e tombou.
O motorista do Corsa morreu ainda no local e outras duas passageiras ficaram feridas. Elas foram levadas ao Hospital Municipal de Niquelândia. Segundo a unidade, uma delas sofreu uma fratura no braço. Já a outra teve apenas escoriações. Ambas foram liberadas após atendimento médico ainda na quinta-feira.
Já o adolescente, que foi socorrido para o mesmo hospital, recebeu os primeiros cuidados no local e foi encaminhado para o Hospital de Urgências de Anápolis (Huana). Segundo a unidade, o menor sofreu múltiplas fraturas, mas chegou ao local consciente. Ele foi submetido a uma cirurgia na sexta-feira (19).
A PRF entrou em contato com a mãe do adolescente, que disse que o menor pegou o carro escondido do pai. A família é do Maranhão e mora em Niquelândia há quatro meses.
Como o menor ficou ferido e foi socorrido, não foi submetido ao teste do bafômetro. No entanto, o pai dele será indiciado por entregar direção de veículo à pessoa inabilitada. De acordo com o Código de Transito Brasileiro (CTB), a pena prevista é de detenção de seis meses a um ano.
fonte:g1.com


Post Top Ad

Casa do Inspetor - UPRB