segunda-feira, 14 de setembro de 2015

PRF fiscaliza quase 10 mil motos durante operação nacional

PRF fiscaliza quase 10 mil motos durante operação nacional

Quase um terço dos veículos abordados apresentaram irregularidades e 427 motocicletas foram recolhidas aos pátios da Polícia Rodoviária Federal
PRF fiscaliza quase 10 mil motos durante operação nacional
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) fiscalizou 9.246 motocicletas, motonetas e ciclomotores nesta quinta-feira (10) durante a Operação Rota Segura realizada em todo o Brasil. A ação fez parte da terceira etapa da operação, que visa potencializar as fiscalizações com objetivo de reduzir a violência no trânsito.

As fiscalizações focaram os condutores de motocicletas, motonetas e ciclomotores, veículos mais vulneráveis nos casos de acidentes em rodovias federais. Os policiais verificaram itens de segurança, documentação e orientaram os condutores sobre os riscos que uma conduta irregular podem gerar.

Dos 9.246 veículos fiscalizados, 2.890 apresentaram irregularidades como:
- Conduzir motocicleta sem usar capacete. Infração gravíssima, com perda de sete pontos na CNH e multa de R$ 191,54.
- Transitar com os faróis apagados. Infração gravíssima, com perda de sete pontos na CNH e multa de R$ 191,54;
- Conduzir motocicleta transportando criança menor de sete anos. Infração gravíssima, com perda de sete pontos na CNH e multa de R$ 191,54;

O resultado da operação também mostra que os 2.890 veículos que apresentaram irregularidades geraram 4.583 infrações de trânsito. As fiscalizações também tiveram o objetivo de sensibilizar os usuários das rodovias federais sobre os perigos que a má conduta podem geram no trânsito.

Dados da PRF mostram que o número de acidentes com esse tipo de veículo tiveram queda discreta nos últimos anos: em 2013, a PRF registrou 33.374 acidentes com motocicletas, motonetas e ciclomotores em todo o Brasil, enquanto no ano passado (2014) foram 31.669 – redução de um pouco mais de 5%.

Mas a queda no número de acidentes não significou queda no número de óbitos: em 2013 foram 2.154 mortes no País, enquanto ano passado 2.201 pessoas morreram em acidentes com veículos de duas rodas – aumento de 2,18%. Isso demonstra o alto índice de letalidade associada, onde só em 2014, para cada mil acidentes com automóveis, foram registradas 11 mortes, enquanto para cada mil acidentes com motocicletas, houve 55 óbitos.

Nos últimos três anos, a PRF flagrou mais de um milhão de condutores de motocicletas em alguma situação irregular em rodovias federais. De acordo com dados da Instituição, em 2012, 341.081 condutores cometeram infrações em rodovias federais. Em 2013 o número foi de 384.193 infrações. Já em 2014, 355.763 condutores foram flagrados cometendo alguma infração de trânsito.

Infrações
Entre as infrações mais comuns relacionadas a motocicletas estão: conduzir o veículo sem possuir CNH ou permissão para dirigir; conduzir veículo registrado que não esteja devidamente licenciado; ultrapassagem em local proibido; e conduzir o veículo sem capacete. Em 2014, em todo o Brasil, a PRF Flagrou 55.535 condutores sem habilitação, 38.845 condutores sem o licenciamento do veículo, 32.910 realizando ultrapassagem em local proibido e 24.179 condutores e/ou passageiros sem capacete.

O artigo 244, I, do CTB estabelece que: "conduzir motocicleta, motoneta e ciclomotor sem usar capacete de segurança com viseira ou óculos de proteção e vestuário de acordo com as normas e especificações aprovadas pelo CONTRAN" é uma infração gravíssima, com multa prevista de R$ 191,54 e perda de sete pontos na CNH.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | coupon codes